sexta-feira, 19 de julho de 2019

Morre menino baleado em confronto com PF em Cristal

Após três dias do confronto entre membros de uma quadrilha de assalto a bancos e a Polícia Federal em Cristal, no Sul do Estado, um menino de quatro anos, vítima do tiroteio, morreu no início da tarde desta sexta-feira. A criança estava internada desde a última quarta-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre. 

O menino, filho de Daniela Weizemann e Marcos Luis Berghann, não resistiu às complicações decorrentes dos ferimentos sofridos. Ele foi baleado na cabeça e braços. Conforme a Polícia Federal, os policiais atiraram somente depois que dois carros furaram barreira policial. 

Já na noite desta quinta-feira, foi encontrado morto o homem ferido durante o tiroteio. Ele estava detido na carceragem da Polícia Federal (PF) desde o dia 17 na superintendência da PF em Porto Alegre.

De acordo com a própria polícia, os indícios apontam que Marcos Luis Berghann usou as ataduras de seus curativos para se enforcar na cela que ocupava. Um policial foi levar sua janta, por volta das 19h, e encontrou o corpo do suspeito. Um inquérito será instaurado para apurar as circunstâncias da morte.

Berghann estava custodiado por tentativa de homicídio após entrar em confronto com policiais federais. Ele e outros homens eram monitorados pela PF suspeitos de integrar uma quadrilha de ataque a bancos. Na terça-feira eles romperam duas barreiras policiais em Cristal, e na segunda entraram em confronto com os policiais. Segue o cerco atrás dos criminosos. (Correio do Povo)

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Homem ferido em confronto com a PF é identificado

O homem envolvido em tiroteio com a Polícia Federal, após barreira na cidade de Cristal, foi identificado como Marcos Luis Berghann, de 34 anos. O homem tem antecedentes criminais por homicídio e outras práticas criminosas e foi atendido no Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Camaquã.

O filho de Marcos, uma criança de 4 anos, que não teve sua identidade revelada, está internado em estado grave. Sua esposa, Daniela Weizemann, de 35 anos, morreu no local.

A outra mulher que morreu na ação foi identificada como Aline Scmidt Pirola, de 25 anos. Os passageiros dos dois carros utilizados na ação, são naturais de Lajeado.


O caso

Duas mulheres morreram, e uma criança e um homem ficaram feridos em um tiroteio que ocorreu na madrugada desta quarta-feira (17) em Cristal, na Região Sul do estado, após passarem por uma barreira da Polícia Federal.

A PF informa que estava na região monitorando o possível resgate de assaltantes de banco.

“Policiais entraram em confronto com criminosos que tinham por objetivo o resgate dos responsáveis pelo ataque a banco ocorrido no dia 6 de julho, em Dom Feliciano”, diz a nota enviada à imprensa (leia a íntegra abaixo).

A PF acrescenta que dois veículos furaram a primeira barreira e, na segunda abordagem, houve confronto com troca de tiros. O homem que ficou ferido, também segundo a polícia, tem condenação por homicídio e estava em prisão domiciliar. O menino baleado é filho dele.

Em um dos carros envolvidos, a PF diz que havia armamento, que foi apreendido.

Em entrevista no fim da manhã, o delegado Alexandre Isbarrola, da Polícia Federal, falou à imprensa e disse ter certeza de que os veículos abordados estavam envolvidos no resgate. 

Mortos e feridos 

A prefeita da cidade, Fábia Richter (PSB), esteve no local dos disparos e ajudou a socorrer as vítimas. Segundo ela, as mulheres que morreram estavam em dois carros. Um delas estava dirigindo um veículo e a outra era carona do segundo automóvel.

Durante a manhã, os nomes das vítimas foram confirmados pela Polícia Civil. São Daniela Weizemann e Aline Pirola, que era estagiária na Prefeitura de Lajeado.

“Eu estive no local, uma [mulher] em cada carro, uma na direção, e outra na carona. Me passa a ideia de que eles estavam tentando, assim, furar o bloqueio numa condição de família. Na verdade, eu acho que a polícia vai esclarecer melhor isso”, diz a prefeita.

“Eles tentaram furar o bloqueio (…) Eles furaram o bloqueio, e daí na passada teve reação”, acrescenta.

O homem e o menino, de 4 anos, que ficaram feridos, foram levados para o hospital de Camaquã. A criança foi encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre e o estado de saúde dela é grave, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

“[Eu fui] dar um suporte, apoiar a equipe. A gente sabia que podia ter mais uma vítima, enfim. Uma situação um tanto diferente. Tinha criança, e a criança era uma criança pequena, estava numa cadeirinha de bebê. A equipe do Samu acabou trazendo a criança na cadeirinha”.

Essa outra criança citada pela prefeita tem 2 anos, e estava consciente. Ela estava em um dos carros envolvidos. “A gente precisava dar apoio. Saber pelo menos o nome dela”, afirma Fábia.

“Nós ouvimos os tiros, aí criou um pânico na cidade. Até porque, à distância, nós acompanhamos, na semana passada, a busca de alguns assaltantes aqui ao lado de São Lourenço. Acompanhávamos à distância essa situação de Dom Feliciano. Então, quando teve isso, [a população] levou um susto, achou que podia ser um assalto a banco, enfim. Mas cidade pequena, todo mundo se comunica”, acrescenta a prefeita.

Nota da Polícia Federal 

A Polícia Federal informa que, no final da noite dessa terça-feira (16/07), policiais entraram em confronto com criminosos que tinham por objetivo o resgate dos responsáveis pelo ataque a banco ocorrido no dia 06 de julho, em Dom Feliciano.

Policias federais do GPI (Grupo de Pronta Intervenção), após receberem informações da possibilidade de resgate, montaram barreiras na rodovia no município de Cristal. Dois veículos furaram a primeira barreira e, na segunda abordagem, houve confronto com troca de tiros.

Duas mulheres morreram, um homem, condenado por homicídio e que estava em prisão domiciliar, e seu filho, ficaram feridos. Foi encontrado e apreendido armamento em um dos veículos.

A Polícia Federal investigava o envolvimento do grupo criminoso por assaltos à Caixa Econômica Federal e a outros bancos. No dia 6 de julho, policiais federais e militares entraram em confronto com os criminosos que atacaram uma agência bancária em Dom Feliciano, com utilização de explosivos. Na oportunidade, a investigação da PF indicava que o assalto ocorreria na região.

Duas mulheres morrem e duas crianças ficam feridas após carros furarem barreira policial em Cristal

Duas mulheres morreram e duas crianças ficaram feridas no final da noite dessa terça-feira depois que uma barreira da Polícia Federal (PF) foi furada em Cristal, no Centro Sul do Rio Grande do Sul. Um confronto teria ocorrido e uma das crianças, de três anos, foi atingida por um tiro na cabeça, em um dos braços e em uma das nádegas. A informação foi confirmada pela prefeita da cidade, Fábia Richter. 

Segundo relatos preliminares, quatro carros teriam furado a barreira policial e os policiais revidaram. As mulheres conduziam um Honda Civic e um Chevrolet Celta. Elas morreram na hora, enquanto os outros dois carros escaparam. 

A criança que teve ferimentos mais graves foi encaminhada para o Hospital de Cristal, transferida para o de Camaquã e, posteriormente, para o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre. O estado de saúde dela não foi divulgado. A outra criança, de aproximadamente dois anos, teve escoriações. Ela passa bem. 

Conforme a prefeita Fábia, os policiais federais tinham aumentado o efetivo na cidade no período da tarde. O setor de inteligência tinha relatado que criminosos iriam fugir pela cidade. Perto das 23h30min, os carros furaram a barreira. A suspeita do uso das crianças era para confundir a polícia e relatar ser morador local. No entanto, ainda não se sabe o motivo de terem furado a barreira. As mulheres estariam resgatando os homens envolvidos em um ataque a banco em Dom Feliciano, no início do mês. 

No ataque a uma agência bancária, os criminosos usaram explosivos para acessar caixas eletrônicos. Em seguida, depois do arrombamento, eles fugiram em um carro que, mais tarde, foi abandonado. Desde então, a PF realizava um cerco para prender os assaltantes. (Correio do Povo)

terça-feira, 16 de julho de 2019

Polimata Serviços participa da Sessão da Câmara abordando os projetos realizados pela empresa no município

A Polimata Serviços participou da Sessão da Câmara de segunda-feira (15), abordando o trabalho realizado no município. Pablo Menezes de Souza, responsável pela empresa Polimata, abordou os projetos desenvolvidos pela empresa terceirizada em São Lourenço do Sul. A participação foi proposição da vereadora Carmem Rosane Roveré (PSB), aprovada por unanimidade. 


segunda-feira, 15 de julho de 2019

Criptomoedas: apenas 13% dos brasileiros compreendem seu funcionamento

O novo estudo "Território desconhecido: por que os consumidores ainda estão receosos em adotar criptomoedas?”, realizado pela Kaspersky, revelou que a falta de conhecimento e confiança são os principais fatores que impedem os consumidores de utilizarem criptomoedas. Para se ter uma ideia, embora 36% dos brasileiros possuam algum conhecimento sobre criptomoedas e haja procura por esta tecnologia, apenas 13% compreendem como é que elas funcionam.

Embora a taxa de adoção das criptomoedas pelos consumidores a nível global tenha se tornado menos intensa, algumas celebridades como o ator Johnny Depp e outros influencers do YouTube, como o PewDiePie, têm utilizado esta tecnologia. A verdade é que muitos dos consumidores ainda conhecem pouco a respeito do funcionamento das criptomoedas e é este desconhecimento que faz com que não sejam adotadas pelo público geral. Dos brasileiros entrevistados, 73% revelaram nunca ter adquirido criptomoedas – mostrando o quão distantes ainda estamos em aceitar as criptomoedas como uma forma de pagamento comum.

O estudo da Kaspersky concluiu que existe uma grande vontade entre muitos dos consumidores para utilizarem criptomoedas, mas esta falta de conhecimento tem dificultado todo o processo de adesão. Ainda assim, muitas das pessoas que pensavam que sabiam com o que estavam lidando, mais tarde decidiram se afastar das criptomoedas. Aliás, 22% dos brasileiros parou de utilizá-las por considerar que eram “tecnicamente complicadas”. 

Contudo, a falta de conhecimento pode gerar uma série de desconfiança quanto às criptomoedas e afetar a capacidade dos consumidores em manter o seu dinheiro longe de perigo. Por exemplo, 37% dos brasileiros revelaram que, por acreditarem que as criptomoedas são voláteis, preferem esperar que se tornem mais estáveis para utilizá-las. Há, também, a percepção frequente entre os consumidores de que as criptomoedas não vão durar para sempre. Inclusive, 13% dos brasileiros acreditam que estas moedas estão apenas “na moda” e que não vale a pena considerá-las. 

Enquanto o interesse em criptomoedas pode parecer ter atingido o seu pico, a verdade é que ainda existe uma procura por esta tecnologia. Cerca de 31% dos brasileiros afirmaram que, apesar de não estarem utilizando criptomoedas atualmente, gostariam de usá-las no futuro. No entanto, a dúvida ainda permanece entre os consumidores, sendo muitas vezes guiados pelo medo de colocarem em risco as suas finanças. O que é certo é que os hackers podem utilizar as criptomoedas para seu proveito, já que cerca 16% dos brasileiros revelaram já terem sofrido um ataque deste gênero. Os criminosos também criam e-wallets falsas para levarem as pessoas a investirem o seu dinheiro de forma incorreta, tornando-se vítimas de fraude – cerca de 3% dos brasileiros afirmou já ter sido vítima de uma fraude de criptomoedas.

Após vários anos consecutivos de investigação ao lado de startups de criptomoedas, a Kaspersky recomenda às empresas de criptomoedas a adotarem melhores práticas de segurança, como também utilizarem estruturas comprovadas para contratos inteligentes (tais como  https://openzeppelin.org/) e a conduzirem avaliações de terceiros a estes contratos, de forma garantir que não existem vulnerabilidades.

“Se os consumidores querem trocar ou negociar os seus bens de criptomoedas, devem estar atentos à segurança das credenciais da sua conta. Se tiverem em mente investimentos a longo prazo ou utilizarem as criptomoedas para pagamentos, devem guardá-las num ambiente seguro e utilizarem várias carteiras digitais, ou ainda, distribuí-las entre o software e o hardware. Aconselhamos também às empresas de criptomoedas a se organizarem de forma eficiente para conseguirem mostrar aos seus clientes que são capazes de proteger os seus investimentos”, afirma Vitaly Mzokov, Head of Verification na Kaspersky.

Para ajudar a melhorar a estabilidade e a fomentar a confiança nas criptomoedas, os parceiros da Kaspersky, tais como a Merkeleon, desenvolveram plataformas legítimas de mercado, que envolvem leilões online, trocas de criptomoedas e sistemas de criptopagamentos. Alexey Sidorowich, responsável de vendas e negócios na Merkeleon, explica: “as criptomoedas têm benefícios, mas, como podemos ver, muitos dos consumidores ainda não estão conscientes da segurança e do modo como esta tecnologia funciona. Embora seja um tema bem atraente, é preciso estar seguro de como utilizar as criptomoedas. Por isso, torna-se imprescindível que as empresas desse setor façam o possível para protegerem a sua rede e assegurarem que as finanças dos seus consumidores estão a salvo e em segurança”.

Para saber mais sobre como é que os consumidores se sentem face às criptomoedas, consulte o estudo da Kaspersky: "Território desconhecido: por que os consumidores ainda estão receosos em adotar criptomoedas?”- https://www.kaspersky.com/blog/cryptocurrency-report-2019/

Efetivo da Marinha chega para atuar no combate ao Aedes aegypti

Um efetivo da Marinha chegou a São Lourenço do Sul na manhã desta segunda-feira (15), para reforçar um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti. A equipe atuará a pedido do prefeito Rudinei Härter, que preocupado com a proliferação do mosquito após vários focos com larvas serem encontrados no bairro Navegantes, solicitou a ajuda da Marinha.

Durante a manhã, o efetivo foi recebido pelo secretário Especial de Gabinete, Eduardo Silveira, representando o prefeito, a secretária adjunta de Saúde, Adriane Martins e a coordenadora da Vigilância Sanitária, Adriane Soares. Os secretários derem as boas vindas ao grupo e agradeceram em nome do prefeito e da comunidade pela importante ajuda que dará a São Lourenço do Sul.

Após a recepção, os marinheiros que ficarão por dez dias na cidade receberam instruções da equipe da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde. Pela tarde, inicia o mutirão, em conjunto com os agentes de saúde, agentes de combate a endemias e a equipe da Coordenadoria Regional de Saúde. A visitação aos imóveis começa pelo bairro Navegantes para, posteriormente, avançar a outros pontos da cidade. Por isso, a recomendação é para que as pessoas recebam as equipes em suas casas, já que o objetivo, além de orientar, é averiguar possíveis formas de acúmulo de água, além de focos com larvas.

Não há doença no Município

Mesmo com a presença do mosquito Aedes aegypti, não há nenhuma das doenças transmitida por ele (dengue, zika e chikungunya) em São Lourenço do Sul. O mosquito só as transmite se picar uma pessoa doente e depois outra pessoa. Ainda assim, é preciso que cada um faça a sua parte eliminando possíveis criadouros. Há uma elevação de municípios considerados infestados pelo mosquito na região, por isso, os cuidados são cada vez mais importantes. O número dos casos de dengue no Rio Grande do Sul também tem aumentado bastante neste ano.

Evite o acúmulo de água

A prevenção ao mosquito exige empenho de todos. No caso de São Lourenço do Sul, é importante que os moradores de todo o Município façam a sua parte, não apenas no bairro Navegantes. É fundamental eliminar qualquer forma de acúmulo de água em que o mosquito possa colocar os ovos. Ele coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso é importante destinar corretamente pneus velhos ou furados, virar garrafas com a boca para baixo e, caso o quintal seja propenso à formação de poças, realizar a drenagem do terreno e evitar plantas que acumulam água nas folhas. Também é necessário lavar a vasilha de água do bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d'água e cisternas. A principal dica que todos devem ter em mente é que toda e qualquer forma de acúmulo de água, mesmo que em pequena quantidade como uma tampinha de garrafa, já pode servir como local para o mosquito fêmea colocar ovos.

A Secretaria de Saúde tem 67 armadilhas instaladas na cidade. São pneus cortados ao meio com água. Essas armadinhas são visitadas uma vez por semana pelos agentes de combate a endemias e quando são encontradas larvas do mosquito, é realizada a Delimitação de Foco em um raio de 300m ao seu redor, com fiscalização em casas, comércios e terrenos. Foi neste trabalho que larvas foram encontradas em residências do bairro Navegantes, motivando a intensificação das ações de combate.

Há também no município 33 pontos estratégicos que são visitados a cada 15 dias, como cemitério, o chafariz da praça central, depósitos, borracharias e construções, por exemplo, justamente para verificar possível existência de larvas. Já os agentes de saúde receberam capacitação e ao visitarem as famílias também fazem a vistoria contra o mosquito Aedes aegypti. 

Câmara Municipal oficializa repasse de R$ 110 mil ao executivo, auxiliando no desenvolvimento econômico, meio ambiente e cultura

A Câmara Municipal realizou ato oficial de entrega dos repasses financeiros ao executivo nesta segunda-feira (15), na ordem de R$ 110 mil, antecipando devolução de Duodécimo de 2019. O repasse auxilia nas seguintes áreas: cultura, desenvolvimento econômico e meio ambiente. 

A Câmara Municipal e a Prefeitura entram em acordo no dia 05 de julho, em reunião entre o Prefeito Municipal Rudinei Harter e o Presidente da Câmara Luis Weber, garantindo auxilio financeiro em favor da Associação Ecológica de Recicladores de São Lourenço do Sul – ASSER, que pretende melhorar a sua estrutura de trabalho,  e também garantindo apoio a Associação Amigos da Banda Musical Municipal Luiz Carlos Colvara  e a ACI/CDL, que prepara o 1º Festival de Inverno Lourenciano.  

O ato realizado nesta tarde no Plenário Vereador Leomar Martin Lange contou com a participação dos vereadores e das entidades beneficiadas.  

sexta-feira, 12 de julho de 2019

E.C. São Lourenço de Futsal tem início neste sábado (13)


No próximo sábado (13) terá início a 4ª Taça E.C. São Lourenço de Futsal.  A competição conta, neste ano, com 12 equipes na categoria Livre Masculina e 6 equipes na Veteranos e é realizado em uma parceria do E.C. São Lourenço com a Prefeitura Municipal, através da Coordenadoria de Desporto. Os jogos começam as 18:15h na quadra do E.C. São Lourenço. Confira as equipes participantes do torneio.

CHAVE A
- Amplimaq
- Racing
- Barcelona
- Coqueiro FC
- Praiano
- Turma do Bigode (Cristal)


CHAVE  B
- Quilmes
- Abasf
- Toluca
- Funil
- Getafe
- Leicester

CATEGORIA VETERANOS
- Simussul
- Barcelona
- E.C. Boa Vista
- Juve - Camaquã
- Pérola TC
- Grêmio Lourenciano

Câmara Municipal realiza Ato de Posse de Osmar Caetano de Almeida

A Câmara Municipal realizou na tarde de segunda-feira (08), o ato de posse de Osmar Caetano de Almeida (PDT). O segundo suplente da Coligação do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Partido da República (PR), assume como vereador com a licença saúde de 15 dias, solicitada por Abel Thürmer Bueno (PDT). Durante o ato realizado na Sala de Sessões da Câmara Osmar Caetano de Almeida apresentou o Diploma expedido pela Presidência da Junta da 80ª Zona Eleitoral

Prefeito recebe organização do 1º Canto Farrapo

O prefeito Rudinei Härter recebeu na quinta-feira (11), a comissão organizadora do 1º Canto Farrapo, evento que ocorrerá no dia 13 de setembro na abertura da Semana Farroupilha do CTG Galpão da Peonada. O grupo, formado por Jorge Luiz da Gama, Adriano Gross, Fernando Teixeira e Tiago Rosa solicitou apoio logístico da Prefeitura, através da Coordenadoria de Cultura para o evento. A coordenadora de Cultura Miriam Freitas, que é integrante da comissão organizadora, também participou da reunião.

O Canto Farrapo, com o lema ‘Onde o verso encontra o canto’, será um festival temático musical com o objetivo de valorizar os músicos lourencianos, dando oportunidade para os novos talentos. O lançamento ocorrerá no dia 10 de agosto, quando o CTG Galpão da Peonada realizará a Noite Nativista, com show de Fernando Teixeira e Adriano Gross e convidados, quando será divulgado o tema e entregue o regulamento com ficha de inscrição.

O projeto do festival foi apresentado ao prefeito que confirmou o apoio da Prefeitura. Rudinei Härter parabenizou a comissão organizadora pela ousadia na criação e realização do novo evento, desejando sucesso. 

Secretaria de Saúde orienta para precauções contra a gripe H1N1

A Secretaria de Saúde de São Lourenço do Sul está informando a população sobre cuidados necessários para evitar a gripe H1N1. O Município tem quatro casos confirmados da doença e um suspeito que aguarda resultado de exames.

Dos quatro doentes com confirmação para H1N1, dois estão internados na Santa Casa de Misericórdia com boa evolução clínica e outros dois estão internados em situação mais delicada em UTI de Pelotas. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, está auxiliando os pacientes e acompanhando os casos. Neste ano, pela primeira vez, o Município está disponibilizando a coleta de material em pacientes com suspeita da doença para encaminhamento a laboratório. Anteriormente, isso não era feito na cidade.

Devido a circulação do vírus, é importante que as pessoas tomem cuidados necessários para evitar o contágio da doença. A Campanha Nacional de vacinação já encerrou, com o fim das vacinas enviadas ao Município pelo Ministério da Saúde. Mais de 17 mil pessoas foram imunizadas em São Lourenço do Sul, ainda que muitas que estavam nos grupos de risco não foram as Unidades Básicas de Saúde fazer a vacina.

O Rio Grande do Sul tem um significativo aumento de casos da doença neste ano. Apenas em 2019, já são 18 mortes confirmadas no Estado pela H1N1.

Como se prevenir
A prevenção da gripe H1N1 segue as mesmas regras da prevenção de qualquer tipo de gripe, que incluem:
- Evitar manter contato muito próximo com uma pessoa eu esteja infectada;
- Lavar sempre as mãos com água e sabão e evitar levar as mãos ao rosto e principalmente a boca;
- Sempre que possível, ter um frasco com álcool-gel para garantir que as mãos sempre estejam esterilizadas;
- Manter hábitos saudáveis, alimentar-se bem e beber bastante água;
- Não compartilhar utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros, por exemplo;
- Caso haja indicação, utilizar máscara para proteger-se de gotículas infectadas que possam estar no ar;
- Utilizar lenços descartáveis;
- Deixar o ambiente sempre ventilado;
- Cobrir boca e nariz com o braço (não com a mão) sempre que espirrar ou tossir;
- Evitar contato com pessoa doente, evitando abraços e beijos e apertos de mão;
- Evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Comissão do Senado aprova meia-entrada para doadores de sangue


A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto que concede meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos para os doadores regulares de sangue. Por tramitar em caráter terminativo, o texto segue direto para a Câmara dos Deputados caso não haja recurso para votação no plenário.

De autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), o texto prevê que o critério para a concessão é a periodicidade mínima de três doações em um período de 12 meses. O benefício será concedido por meio de uma carteirinha feita por hospital, clínica, laboratório ou qualquer outra entidade autorizada para a coleta de sangue, a qual deve ser apresentada junto com documento de identidade.

Ao justificar a medida, Contarato afirmou que mesmo o Ministério da Saúde realizando campanhas anuais para incentivar a doação de sangue, um levantamento da pasta demonstrou, em 2016, que apenas 1,6% da população brasileira aderiu a essa prática.

— Esse percentual está abaixo de parâmetro da Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de engajamento de ao menos 4% da população de um país nesse tipo de doação. A escassez é então um grande problema para os bancos de sangue do país, visto que a doação é essencial para a saúde pública — ressaltou o parlamentar.

Segundo Fabiano Contarato, Estados do Espírito Santo, Santa Catarina e Paraná já concedem o benefício proposto. Outros utilizam a doação regular como critério, por exemplo, para a isenção de taxa de inscrição em concursos públicos.

— Por compreender que a doação de sangue é medida crucial para a saúde pública, acredito que o Estado deve sempre buscar os mais variados incentivos para o ato, haja vista que o bem jurídico que aqui se busca promover, a vida, é o mais importante de todos — ressaltou o senador na justificativa do projeto.

Fonte: Gaúcha ZH

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Vandalismo: Prefeitura foi pichada nesta quarta-feira (10)

O prédio da Prefeitura Municipal de São Lourenço do Sul, no centro da cidade, amanheceu pichado nesta quarta-feira (10). Com dizeres como "Morte aos Fascistas" a frase também já foi vista em outros prédios da cidade como agências bancárias e nos banheiros da Praia da Barrinha. Neste último local a população se mobilizou e realizou a pintura do prédio para esconder as escritas e símbolos.
Vandalizar um prédio público é um dos atos mais desconexos para um protesto, afinal as obras de melhoria no local serão feitas com dinheiro público, de todos os cidadãos, inclusive dos que fazem o ato. É do dinheiro dos nossos impostos que sai a verba pública. É o mesmo que rasgar o próprio dinheiro. E depois não adianta reclamar que falta dinheiro para atender a comunidade...


Canguçu realizará Congresso Holístico dia 27/07/19


sexta-feira, 5 de julho de 2019

Eproc: Comarcas do Sul do Estado com obrigatoriedade a partir desta segunda-feira

As Comarcas de Camaquã, Pelotas, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, São Lourenço do Sul e Tapes passam a receber os processos de matéria cível, exceto Fazenda Pública e Infância e Juventude, pelo sistema eproc, de forma obrigatória, a partir desta segunda-feira (8/7).

A medida está prevista no Ato da Presidência do TJRS nº 007/2019, que determina a obrigatoriedade do sistema a partir da implantação na Comarca.

Confira o cronograma completo das Comarcas e datas de implantação do eproc no link: https://www.tjrs.jus.br/novo/eproc/cronograma/

O eproc foi criado e cedido gratuitamente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Executivo e Legislativo definem conjuntamente repasses para entidades

Duodécimo será devolvido antecipadamente pela Câmara de Vereadores ao Município para repasse a três entidades, conforme proposta definida conjuntamente entre Executivo e Legislativo

O prefeito Rudinei Härter recebeu nesta sexta-feira (05), o presidente do Legislativo Luis Weber, o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI/CDL), Sérgio Holz e diretores da instituição. A pauta do encontro foi o repasse de recursos para beneficiar a comunidade através de três instituições.

Foi definido no encontro que a Câmara de Vereadores devolverá antecipadamente R$ 100 mil do duodécimo ao Município, valor que será destinado para a Associação Amigos da Banda Musical Municipal Luis Carlos Colvara, podendo assim desenvolver seu trabalho cultural que envolve muitos jovens e crianças; para a Associação Ecológica de Recicladores de São Lourenço do Sul (Asser) que precisa de obras em sua sede onde faz a triagem e encaminhamento do material reciclável recolhido na cidade; e ainda para o Festival de Inverno que ocorrerá em agosto, realizado pela ACI/CDL, uma iniciativa que busca desenvolver a economia com novos negócios. Os recursos serão repassados através de termos de cooperação mediante apresentação de projetos pelas entidades.

Atento as necessidades das instituições que beneficiam a comunidade, o prefeito Rudinei Härter acertou a destinação do valor com o presidente do Legislativo. “São recursos para atender a estas propostas, uma construção conjunta entre Executivo e Legislativo, beneficiando nossa comunidade através destas três entidades, com certeza com resultados positivos”, disse o prefeito.

Campanha do Agasalho beneficia famílias necessitadas

O frio chegou com força e para ajudar quem mais precisa, a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação em conjunto com a Defesa Civil local, iniciou a entrega dos donativos da Campanha do Agasalho 2019. As doações são feitas para pessoas em vulnerabilidade e que aceitam a ajuda, como uma importante contribuição para enfrentar os meses mais frios do ano.

A primeira entrega foi realizada nesta semana na Comunidade Quilombola do Torrão, na localidade de Cantagalo. Quatrocentas peças de roupas foram entregues para cerca de 40 famílias, beneficiando adultos e crianças. Outras 700 peças de roupas foram entregues à presidência da Comunidade para doação a famílias necessitadas da localidade.

“Estamos tendo o cuidado de fazer uma seleção antecipada das roupas, levando somente o que tem condições de uso, eventuais doações sem condições de uso serão destinadas a outras atividades, como confecções de acolchoados ou artesanatos”, explica o coordenador da Campanha, Valdoir Ribeiro, que é secretário de Desenvolvimento Social e Habitação. Depois dessa primeira entrega, ele já constatou uma demanda grande por cobertores e acolchoados. Em razão disso, está pedindo a pessoas e lojas que doem estes produtos, fazendo contato com a Defesa Civil ou a Secretaria, pois é disponibilizada a busca em horário e local acertado. Ele ainda esclarece que neste ano a Campanha está mais tardia devido a demora para as temperaturas baixarem e com isso um atraso na entrega das doações da comunidade.

Campanha de arrecadação continua

Mesmo com a primeira entrega de doações feita a famílias necessitadas, a Campanha do Agasalho continua a arrecadação, com pontos de recebimento de roupas, calçados e cobertas em diferentes locais. Pontos de coleta onde as pessoas podem fazer doação estão instalados nas escolas Marina Vargas, Estrela do Mar, Prefeitura, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Cultura e Desporto, supermercados Jepsen matriz e filial, Guanabara e Dia, Afubra, Casa dos Conselhos, entre outros.

Neste ano, cada pessoa que recebe as doações tem assinado um recibo comprovando a retirada dos agasalhos. O objetivo não é identificar o beneficiado, mas, sim, a comprovação de que a arrecadação foi distribuída a pessoas em vulnerabilidade, de forma transparente.

No início da próxima semana será divulgado um cronograma de datas e locais das próximas distribuições.

Contatos

Contatos para ajudar a Campanha do Agasalho podem ser feitos através da Defesa Civil, pelo telefone (53) 98402-9124 e na Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, pelo telefone (53) 3251-4861, das 8h30 às 14h.

Ligação asfáltica que integra municípios da Região Sul é reivindicada

Na manhã desta quinta-feira (04), o deputado Pedro Pereira (PSDB), representado pelo assessor parlamentar, Emílio Lessa, o prefeito em exercício de Arroio do Padre, Nelson Milech, o vereador Vilson Pieper e o secretário de Obras, Infraestrutura e Saneamento, Charles André Bonow, estiveram na Secretaria de Logística e Transportes, em Porto Alegre, reivindicando a pavimentação asfáltica entre os municípios de São Lourenço do Sul e Arroio do Padre. Eles foram recebidos pelo secretário da pasta, Juvir Costella.

De acordo com o prefeito em exercício, a realização desta obra representará um marco no desenvolvimento da região e proporcionará a integração entre os municípios de Arroio do Padre, Pelotas, São Lourenço do Sul e Canguçu. “Reivindicamos a ligação asfáltica, numa extensão de aproximadamente 27 quilômetros por via que corta as localidades rurais destes municípios e os liga a ERS-265. É uma obra imprescindível para o impulsionamento local e regional” afirmou Nelson Milech.

Emílio Lessa informou que um oficio foi entregue ao secretário, onde foram expostas as dificuldades enfrentadas na região. O documento também foi assinado pela prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas. O secretário Juvir Costella afirmou que caberá as prefeituras agilizarem o projeto para que a obra seja incluída no orçamento do Estado

Texto: Rafael Ribeiro / Jornalista MTE 17665

Plenário começa a discutir reforma da Previdência na terça, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou a aprovação, nesta quinta-feira (4), do relatório da reforma da Previdência (PEC 6/19) pela comissão especial da Casa que analisa mudança nas regras de aposentadoria dos trabalhadores. 


 “A Câmara deu hoje(04/07/19) um importante passo. Esta foi a nossa primeira vitória e, a partir da próxima semana, vamos trabalhar para aprovar o texto em plenário, com muito diálogo, ouvindo todos os nossos deputados, construindo maioria”, disse Maia, pelo Twitter.

Segundo a previsão de Maia, texto já começa a ser discutido pelo plenário na próxima terça-feira (9) e deve ser votado antes recesso parlamentar, que se inicia no dia 18 deste mês. Para o texto começar a ser debatido no plenário, o regimento da Câmara estabelece um prazo de duas sessões após a conclusão da votação na comissão especial. 

Mais avalia que já tem votos necessários para aprovar a reforma no plenário. A expectativa do parlamentar é que a medida seja aprovada por pouco mais de 325 deputados. 

Com a aprovação na comissão especial, a proposta seguirá para o plenário da Câmara. Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), o texto precisa ser aprovado por três quintos dos deputados, o correspondente a 308 votos favoráveis, em dois turnos de votação. 

Aprovado pelos deputados, o texto segue para apreciação do Senado – onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Destaques
Neste momento, os parlamentares continuam com a apreciar as sugestões de modificações ao texto do relator da proposta na comissão especial, Samuel Moreira (PSDB-SP). Ao todo, foram propostos 17 destaques de bancada e 88 individuais com sugestões de mudanças ao texto-base. A comissão, no entanto, não apreciará as propostas individuais. Já as propostas de bancadas serão analisadas uma por uma.

Até o momento, apenas uma sugestão foi acatada pelos parlamentares. Os deputados aprovaram, por unanimidade, a retirada da aplicação a policiais militares e bombeiros militares das regras de transferência para inatividade e pensão por morte dos militares das Forças Armadas, até que uma lei complementar local defina essas regras. O texto exclui ainda a possibilidade de que lei estadual estabeleça alíquota e base de cálculo de contribuição previdenciária para policiais e bombeiros militares.

Entre as propostas mais polêmicas de alteração ao texto, os congressistas rejeitaram a mudança das regras de agentes de segurança e professores.

Relatório
Segundo o relator Samuel Moreira, o impacto fiscal corresponderá a R$ 1,074 trilhão no período de 10 anos.

A estimativa inclui a redução de despesas de R$ 933,9 bilhões e aumento de receitas (por meio de alta de tributos e fim de isenções) de R$ 137,4 bilhões. A proposta original, enviada pelo governo em fevereiro, previa uma economia de R$ 1,236 trilhão em uma década, mas não incluía elevação de receitas.

Confira os principais pontos da reforma CLICANDO AQUI


Comissão rejeita regras especiais de aposentadoria para policiais

A comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19) na Câmara dos Deputados rejeitou na tarde de hoje (4), por 31 votos a 17, a mudança nas regras de aposentadoria para agentes de segurança.

Pelo texto aprovado hoje pela comissão especial, policiais federais e legislativos se aposentarão aos 55 anos de idade, com 30 anos de contribuição e 25 anos de exercício efetivo na carreira, independentemente de distinção de sexo.

A regra incluirá profissionais que exercem atividades ligadas à segurança pública, entre eles policiais federais e rodoviários federais, servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), policiais legislativos, civis e militares, bombeiros, agentes de trânsito, penitenciários e socioeducativos, oficiais de justiça e guardas municipais.

Aos gritos de "PSL traiu a polícia do Brasil", policiais que têm acompanhado a votação da proposta na Câmara reagiram à derrubada do destaque. Apesar da pressão dos policiais, já era previsto que a alteração não fosse acatada na comissão. Ontem (3), parlamentares de vários partidos se reuniram com presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), para tentar viabilizar a aprovação da proposta na comissão. Além das regras diferenciadas para policiais, estados e municípios também foram retirados no texto do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

“Antes de chegar ao plenário, vamos conversar com os representantes das policiais para avisar que no nosso ponto de vista eles não terão o mesmo direito das Forças Armadas, até porque são uma federação. Isso vai precisar ficar claro. Essa é uma polêmica grande”, disse Maia.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro fez um apelo para que fossem atendidas pelo menos em parte as reivindicações dos policiais no texto da reforma.

Neste momento, parlamentares apreciam as sugestões de modificação ao texto do relator. Ao todo, foram propostos 17 destaques de bancada e 88 individuais com sugestões de mudanças ao texto-base. A comissão, no entanto, não apreciará as propostas individuais. Já as propostas de bancadas serão analisadas uma por uma.

O parecer do relator foi aprovado por 36 votos a favor e 13 contra. Para deputados da base governista, reformar a Previdência é fundamental para reverter o déficit no sistema de aposentadorias e pensões. Para os favoráveis à PEC, a reforma vai trazer de volta a geração de emprego e renda na economia brasileira. Já os parlamentares da oposição consideram que a reforma vai desmontar o sistema de Previdência Social e será mais dura com os mais pobres. (EBC)

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Novas diretorias do Rotary e de Casa da Amizade

Na noite de terça-feia (02) ocorreu a posse dos Conselhos Diretores do Rotary e Casa da Amizade de São Lourenço do Sul/RS, para a próxima gestão.
A presidência do Rotary ficou a cargo de Selomar Hax e da Casa da Amizade com Valéria Leitzke
Fotos: Roni Coelho






quarta-feira, 3 de julho de 2019

Bancada do PT lamenta morte de ex-vereador


A Bancada do Partido dos Trabalhadores (PT), lamenta profundamente o falecimento de Amilton Strelow, ocorrido nesta quarta-feira (03).

Amilton Strelow foi vereador pelo Partido dos Trabalhadores (PT) na 15ª Legislatura (2009 - 2012), ocupando a presidência da Câmara no ano de 2010. Em sua destacada trajetória politica também foi primeiro suplente de vereador na 16ª Legislatura (2013-2016) e 17ª Legislatura, que teve inicio em 2017. Amilton Strelow desenvolveu importante trabalho frente a Coopar/Pomerano Alimentos, tendo participação decisiva no crescimento e fortalecimento da Cooperativa.

A Bancada do PT, através de seus vereadores e assessores, manifesta sua solidariedade a toda família de Amilton Strelow.

Coopar/Pomerano divulga nota de falecimento de Amilton Strelow


Sábado terá a 1ª Festa Junina Beneficente

Unindo culturas pelo Diogo e Pelo Erick. Com este tema e com este objetivo, o Grupo de Danças Folclóricas Alemãs Sonnenschein e o CTG Sepé Tiaraju uniram-se para realizar a 1ª Festa Junina Beneficente ajudando os dois meninos. A festa ocorre neste sábado (6).

Diogo é de Canguçu e Erick de São Lourenço do Sul. Os dois precisam de tratamentos de saúde de altos custos, por isso, as entidades culturais promoverão juntas a festa que terá arrecadação totalmente destinados aos meninos. O convite é para que o público participe de um momento com muita alegria e solidariedade.

A programação neste sábado inicia às 15h na Associação Cultural Sete de Setembro. Apresentações de artistas locais, brincadeiras lanches, bebidas, comidas típicas e, claro, a fogueira, estão entre as atrações da festa.

Assembleia Legislativa aprova autorização para governo privatizar CEEE, CRM e Sulgás

Depois de quase sete horas de discussão, o plenário da Assembleia Legislativa aprovou, já na noite desta terça-feira (2), os três projetos que autorizam o Executivo a vender a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) e a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás). Após a conclusão da votação desses projetos, o quórum do plenário caiu, impedindo a votação de outras três matérias ( PL 57 2019, PL 63 2019 e RDI 46 2019).


CEEE 
O primeiro projeto do Executivo apreciado foi o PL 263 2019, que autoriza o Poder Executivo a promover medidas de desestatização da Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações – CEEE-Par, da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT e da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica – CEEE-D. Ele foi aprovado com 40 votos favoráveis e 14 contrários.

Nenhuma das 12 emendas parlamentares apresentadas ao projeto foi deliberada em virtude da aprovação de um requerimento de preferência para votação apenas do texto original, protocolado pelo líder do governo, Frederico Antunes (PP). O requerimento recebeu 36 votos favoráveis e 18 contrários.

Sofia Cavedon (PT) saudou a resistência dos trabalhadores das empresas públicas de energia elétrica. Lembrou que, durante a votação da proposta de emenda Constitucional que retirou a obrigatoriedade de realização de plebiscito para a venda das estatais, o governo Eduardo Leite e a base aliada afirmaram que questões como a modelagem da venda ou o destino dos servidores das estatais seriam discutidas quando os projetos para a venda chegassem à Casa. No entanto, segundo a parlamentar, os projetos não possuem nenhuma cláusula sobre isso.  "Os projetos são vergonhosos, eles pedem uma mera autorização para o governador Eduardo Leite resolver, de forma autocrática, o futuro das empresas", avaliou. 

Dr. Thiago Duarte (DEM) falou sobre as emendas por ele apresentadas e que, segundo ele, já estão sendo trabalhadas há 15 dias. "Sou favorável ao projeto, mas acredito que ele precisa ser aperfeiçoado nessa Casa", explicou. Sobre o destino dos recursos da venda das estatais, defende que eles sejam investidos em Educação, Saúde e Segurança Pública. A respeito dos débitos das empresas, apresentou emenda para que o passivo seja integralizado na conta de quem adquirir as estatais. Outra emenda defende que o plano de demissão voluntária dos servidores seja feito antes da privatização, para que a empresa se torne mais atrativa ao mercado. Ainda criticou o PT, que teria apresentado emendas em plenário, minutos antes, com o mesmo teor de suas propostas.   

Luciana Genro (PSOL) afirmou que a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) da União não é a saída para o Estado. "Vamos abrir mão do patrimônio público para aderir a um plano que já fracassou", declarou, referindo-se ao caso do Rio de Janeiro, único estado que aderiu a programa, e nas declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, que disse que este plano é pouco potente e não funcionou. Para a parlamentar, o RRF é apenas uma nova edição da renegociação da dívida feita em 1997, entre Britto e Fernando Henrique Cardoso. Ela defendeu que não se abra mão do patrimônio público e que se busque reduções nas isenções fiscais, combate à sonegação fiscal e encontro de contas com a União por conta das perdas com a Lei Kandir.

Fábio Ostermann (NOVO) disse que faz parte de uma bancada independente que se pauta pelo juízo crítico de buscar entender o que é a favor do Estado e o que atende meramente a interesses corporativos. Lembrou que a necessidade da venda de empresas públicas foi defendida pelos dois candidatos a governador que disputaram o segundo turno das eleições em 2018. Afirmou que espera que o governo também privatize o Banrisul, um ativo que daria condições ao Estado de uma recuperação mais rápida e efetiva. Creditou a crise do RS às decisões equivocadas dos governos nos últimos 20 anos, especialmente os do PT. "Manter empresas estatais ou deficitárias ou incapacitadas de fazer os devidos investimentos, neste momento, é uma irresponsabilidade e uma temeridade e é por isso que hoje autorizaremos que o governo privatize a CEEE, a CRM e a Sulgás", finalizou.   

Também Pepe Vargas (PT), Fernando Marroni (PT), Valdeci Oliveira (PT), Zé Nunes (PT), Edegar Pretto (PT), Jeferson Fernandes (PT), Sebastião Melo (MDB), Giuseppe Riesgo (NOVO), Juliana Brizola (PDT), Luiz Fernando Mainardi (PT), Eric Lins (DEM), Aloísio Classmann (PTB), Tiago Simon (MDB), Sérgio Turra (PP) e Rodrigo Lorenzoni (DEM) foram à tribuna para discutir a matéria.

CRM 
O plenário também aprovou o PL 264 2019, que autoriza o Poder Executivo a promover medidas de desestatização da Companhia Riograndense de Mineração (CRM). A matéria recebeu 40 votos favoráveis e 14 contrários.

Novamente, a aprovação de um requerimento de preferência do líder do governo para votação do texto original da matéria impediu a apreciação das 10 emendas apresentadas pelos parlamentares. O requerimento teve 37 votos favoráveis e 17 contrários.

Pepe Vargas (PT) problematizou a apresentação que o governo fez da CRM: para os gaúchos ela é apresentada como um grande problema, enquanto no filme publicitário divulgado nas viagens do governador nos EUA e na Inglaterra, a empresa é apresentada como uma ótima oportunidade de negócio. Destacou que, no governo Tarso Genro, a CRM era uma empresa lucrativa. Questionou como será mensurado o valor de venda da empresa. "Novamente se estará dando um cheque em branco para o governo vender essa empresa estratégica para o RS", protestou.     

Dalciso Oliveira (PSB) disse que a venda das estatais representa uma nova forma de gerar emprego e renda e, consequentemente, mais arrecadação para o Estado. Afirmou que o desenvolvimento econômico é o que sustenta o poder público e que, sem ele, não há como aumentar a arrecadação. Lembrou que o Estado não tem capacidade financeira para fazer investimentos nessas empresas públicas, mas a iniciativa privada pode fazer tais investimentos aumentando a geração de postos de trabalho e receita.  

Sofia Cavedon (PT), Jeferson Fernandes (PT), Zé Nunes (PT),  Juliana Brizola (PDT) e Dr. Thiago Duarte (DEM) também se manifestaram na tribuna sobre a proposição.

Sulgás
Ainda foi aprovado, por 39 votos a 14, o PL 265 2019, que autoriza o Poder Executivo a promover medidas de desestatização da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás). Da mesma forma que nos projetos anteriores, não houve votação das cinco emendas parlamentares devido a aprovação de requerimento do líder do governo dando preferência ao texto original, que recebeu 36 votos favoráveis e 17 contrários.

Jeferson Fernandes (PT) defendeu a importância da Sulgás utilizando dados do material publicitário realizado pelo governo do Estado. Segundo leu, a empresa é enxuta, com 131 trabalhadores, dos quais 125 são concursados, dois são CCs e quatro adidos, e teve faturamento, em 2018, de R$ 745,5 milhões. O parlamentar ainda lembrou que a Sulgás tem feito investimentos e "não precisou tirar um centavo dos cofres públicos". Comparou as tarifas do gás no RS e de estados como SP e RJ, onde o serviço é privado e o preço é maior, dizendo que quem pagará a margem de lucro será o consumidor.

Eric Lins (DEM) disse estar satisfeito com os resultados obtidos nesta sessão, com venda da CEEE e CRM. Sobre a Sulgás, afirmou que a empresa perde em comparação com as outras empresas privadas e similares, tem investimentos pífios e depende do gás internacional. Destacou que o Regime de Recuperação Fiscal é uma exigência dos novos tempos e a venda das três estatais é apenas um dos requisitos para o Estado ingressar no programa.

Também utilizaram a tribuna para discutir o projeto Pepe Vargas (PT), Luciana Genro (PSOL), Sofia Cavedon (PT), Zé Nunes (PT), Mateus Wesp (PSDB) e Juliana Brizola (PDT).

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Vaga para cozinheira na Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul abre processo seletivo para a contratação de COZINHEIRA.

Requisitos exigidos:
-Experiência na função;
-Disponibilidade de trabalhar por escala.

Interessados deverão encaminhar o currículo ao setor de RH da Santa Casa ou através do email rhsantacasasls@gmail.com até o dia 05/07/19.

Coleta de resíduos eletrônicos será realizada em julho

A Prefeitura de São Lourenço do Sul, através da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente (Seplama) e seu departamento de Gestão Ambiental, em parceria com a empresa Natusomos, realiza no dia 31 de julho, mais uma coleta de resíduos eletrônicos na praça central Dedê Serpa. 


A atividade tem como finalidade dar oportunidade à população destinar de forma ambientalmente correta os seus resíduos eletrônicos que não devem ser descartados junto ao lixo doméstico. O lixo eletrônico é composto de equipamentos altamente poluentes por conterem cobre, alumínio, mercúrio e chumbo, por isso necessitam de correto destino.



Resíduos que serão coletados:

- Aparelho de som
- Ar condicionado de janela, Split, aquecedores
- Baterias
- Bebedouros
- Cabos e fios
- Cafeteira, liquidificador e batedeira
- Calculadoras
- Carregadores em geral
- Celulares e telefones em geral
- Centrais telefônicos

- Chuveiro
- CPU
- DVD e vídeo cassete
- Estabilizadores e nobreak
- Fax
- Ferro elétrico
- Impressoras e scanners
- Lavadora de roupa, secadora de roupa e centrífuga
- Linha branca
- Geladeira
- Máquina de escrever
- Máquina de lavar louça
- Microondas
- Modem
- Monitores CRT e LED
- Mouse
- Notebook
- Pen drive
- Placas em geral
- Plásticos ABS/PP/OS
- Receptores
- Roteadores
- Servidores
- Térmicas
- Unidade de CD. DVD e disquete
- Fontes de Microcomputadores
- Forno elétrico
- Freezer
- HD 

É tempo de reforma

Germano Rigotto - rigotto@germanorigotto.com.br

Por que o povo foi para as ruas nos últimos anos? Não existe uma única resposta para essa pergunta. As manifestações tinham, claramente, um caráter político – o que não as descredencia. Mas é preciso extrair delas uma motivação mais profunda, que explique o que foi capaz de levar tantos brasileiros de bem a dedicar seus domingos a um protesto em favor do país.

O ato tem consigo uma demonstração de fé no Brasil, de patriotismo. Se as pessoas pedem mudanças, é porque não querem desistir da nação. Mais do que nomes e partidos, mais do que a simples troca de comando do país, mais do que ideologias, está na alma do brasileiro uma profunda vontade de transformação. Note-se: uma prática de conformismo e comodismo foi rompida como claro sinal à classe política. E esse clamor é ordeiro e democrático, vindo de todos os setores. Há os tresloucados e histriônicos, mas a grande maioria quer viver e deixar como legado um país melhor aos seus filhos.

Chamo isso de espírito de reforma. Há abertura para mudanças em todas as áreas, mesmo com as doses de sacrifício que se fizeram necessárias. O pais já sofreu demais nos últimos anos, especialmente com o desemprego e a criminalidade. Nossa Constituição como um todo, datada de 1988, e nosso modelo político, especificamente, ainda mais arcaico, já não respondem mais aos parâmetros da sociedade moderna. O sistema tributário, dos mais complexos e caros do planeta, trava a economia – ao invés de promover o desenvolvimento. As instituições se distanciaram da sociedade, que não se sente mais representada.

A crise é geral e irrestrita, mas os brasileiros não querem rompimento; querem construção, e pela via da democracia e das reformas. A terra das consciências está mexida para uma nova lavoura. Apesar dos muitos pesares, sou otimista – pelo menos em relação ao sentimento do povo. Que o temor, a angústia e a desesperança se transforem em atitude. Sem medo e com esperança, é tempo de reformar o país.  

Ex-governador do Rio Grande do Sul, presidente do Instituto Reformar

domingo, 30 de junho de 2019

Adesivaço apoiando Ministro Moro e Reformas do Governo Federal

No Sábado (29) ocorreu, em São Lourenço do Sul, ação do grupo "Endireita São Lourenço" fazendo um adesivaço com frases de apoio a Operação Lava Jato, ao Ministro da Justiça Sérgio Moro e a ações do Governo Federal como a Reforma da Previdência. Foram entregues mais de 200 adesivos no centro da cidade. 
Ações semelhantes a esta ocorreram neste domingo (30) em várias cidades do país.





terça-feira, 25 de junho de 2019

Aprovado por unanimidade o Projeto de Lei que institui o Fundo Especial de natureza contábil na Câmara Municipal de São Lourenço do Sul

Durante a Sessão da Câmara de segunda-feira (24), foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei Nº 026/2019, de autoria da mesa diretora do legislativo, que institui o Fundo Especial de natureza contábil na Câmara Municipal de São Lourenço do Sul. 

A constituição do Fundo destina-se à gestão de recursos financeiros, com a finalidade por exemplo para a  construção da sede do legislativo municipal, em terreno adquirido em 2011, entre outras prioridades. “Somente em aluguel por legislatura se economizaria aproximadamente R$ 600 mil, o que poderia ser revertido para ações que visem melhorar a vida dos lourencianos”, ressaltou o presidente Luis Weber. 

Conheça o Projeto de Lei em:

Mais informações sobre os Projetos de Lei e proposições do legislativo você encontra no site: camarasaolourencodosul.rs.gov.br.

Saúde apresenta Relatório de Gestão Municipal do 1º quadrimestre de 2019

A Secretaria Municipal de Saúde apresentou o Relatório de Gestão, relativo ao 1º quadrimestre, durante a 23º Reunião Ordinária de 2019 da Câmara Municipal.  A apresentação do relatório em Audiência Pública, contou com a participação da secretária de Saúde do município Jaqueline Bergmann e a equipe de gestão. Você pode acompanhar a integra da apresentação e Sessão da Câmara no canal oficial da Câmara no YouTube: https://youtu.be/Y-Bzl80-F-Y ou no facebook: https://www.facebook.com/camarasaolourencodosul/.

A pauta da 23º Reunião Ordinária de 2019, você confere em: https://www.camarasaolourencodosul.rs.gov.br/camara/pautas/1/193#lista_texto_pauta.

Pelotas: Empresa terceirizada decreta falência e educação para por 12 dias

As atividades da rede municipal de educação foram retomadas nesta segunda-feira (24). Paradas desde o dia 12, após a falência da Labor Serviços de Asseio e Conservação Ltda, anunciada no dia 10, as aulas das 69 escolas da zona urbana estão normalizadas. Além disso, as 50 Unidades Básicas de Saúde (UBS) também estão com atividades regularizadas, apesar de não ter havido interrupção nos serviços. A Caroldo Prestação de Serviços foi contratada para realizar os trabalhos. No total, 304 servidores serão contratados, segundo a prefeitura.
O contrato da prefeitura com a Caroldo para a educação terá duração de 180 dias. Serão 230 funcionários voltados a este setor. Já o contrato com a saúde irá durar 10 meses (até 12 de abril), com 74 servidores contratados. Eles possuem os valores de R$ 774,1 mil mensais para a educação (R$ 4,6 milhões globais) e R$ 236 mil mensais para a saúde (R$ 2,2 milhões globais).
As aulas na rede pública municipal ficaram paradas por seis dias letivos. Segundo nota em seu site, a prefeitura pretende recuperar as aulas perdidas encurtando o período de recesso escolar em julho. No Colégio Municipal Pelotense, o diretor Arthur Katrein diz que os quase três mil alunos voltarão do recesso três dias antes - em 29 de julho, ao invés do dia 1º de agosto. O restante será recuperado ao longo do restante do ano letivo.
Nesta segunda-feira, durante a retomada de aulas, o diretor mostrou-se satisfeito com a agilidade em que a questão foi resolvida. Dos 13 funcionários da limpeza terceirizados pela Labor, 12 retornaram à escola, com a décima terceira vaga também sendo suprida. Ao site da prefeitura, o secretário de educação Arthur Corrêa afirmou que "quase a totalidade dos funcionários ligados à Labor foi contratada pela empresa atual, contemplando o pedido da prefeitura para que os trabalhadores não fossem prejudicados pela rescisão".
Para a funcionária Maria de Lurdes Coutinho, o fato de ter sido recontratada foi surpreendente, mas motivo de comemoração. "A gente está mais tranquilo, mas a preocupação continua". Ela diz não ter informações quanto ao recebimento dos valores devidos pela Labor. Quanto aos trabalhos, a situação após mais de duas semanas sem limpeza na maior escola pública da América Latina era crítica. "Estava um caos. Bastante poeira, sujeira (…) aos poucos a gente vai retomando e limpando a escola". Só no pátio, quatro sacos de folhas secas foram retirados pela manhã.
Retomada também na saúde
Embora as atividades nas UBSs não tenham sido paralisadas, os terceirizados voltaram a atendê-las também ontem. Segundo o secretário Leandro Thurow, durante as duas semanas entre a saída da Labor e a entrada da Caroldo, servidores de outras pastas municipais e a mão de obra prisional ajudaram a manter o setor funcionando. "Foi bem legal a articulação. Todos contribuíram dentro das suas limitações", pondera.
A enfermeira Therena Huth, da UBS Santa Terezinha, diz que os primeiros dias foram complicados, demandando certo esforço dos servidores de outros setores, e, por um breve momento, precisando interditar alguns setores, como os banheiros. No entanto, depois uma funcionária foi alocada por lá e tudo foi normalizado. "A gente contou muito com a colaboração da equipe". Ontem a servidora Jessiane Santos Gaia já trabalhava na limpeza da UBS. Também ex-funcionária da Labor, ela comemorou o fato de ter sido contratada pela Caroldo. (Diário Popular)

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Casa Hartmeister conta a história da imigração pomerana e do primeiro Seminário do Brasil

A Casa Hartmeister, localizada em Bom Jesus, abriga acervo memorial do Seminário Concórdia e o Museu da Imigração Pomerana. A Casa, que pertenceu ao reverendo americano John Hartmeister, do Sínodo do Missouri. Nos dias de hoje pertence à Comunidade Evangélica Luterana São João. Porém, no início do século passado, a mesma casa foi lar do Seminário Concórdia.  As aulas no Seminário tiveram seu início no dia 27 de outubro de 1903, lembrado hoje como "Dia do Seminário". Tudo que havia era a igreja local, a casa pastoral e um rústico galpão. Nos dias de hoje, apenas o galpão, que servia de dormitório, não está de pé. O Seminário Concórdia chegou a ter cinco alunos de diversos locais do estado. Infelizmente, o Seminário teve vida curta, após menos de dois anos, o reverendo John Hartmeister retornou aos Estados Unidos.
Além da história do Seminário Concórdia, a Casa Hartmeister também conta a história da imigração e da formação da Picada Pomerana. O acervo contém diversos itens de uso pessoal culinário, vestimentas, móveis, livros, instrumentos médicos, entre outros.
A Casa Hartmeister está aberta a visitação sob agendamento. A entrada é de R$5,00 (cinco reais) para crianças e R$10,00 (dez reais) para adultos. A visita é guiada por moradores locais.

Na última semana, o prefeito Rudinei Härter e coordenadora de Cultura, Miriam Freitas, juntamente à equipe da Coordenadoria de Cultura estiveram visitando a Casa Hartmeister. 

Fenadoce - A força do Cooperativismo no Pavilhão da Agricultura familiar

Este ano, o Pavilhão da Agricultura Familiar, na Fenadoce, que chega ao final no próximo domingo (23), trás inúmeras novidades. Entre elas a participação da Cooperativa Sul Ecológica de Agricultores Familiares, que é referência regional em produtos orgânicos. Atualmente a cooperativa conta com 114 cooperados, divididos em 14 grupos de produção (por proximidade, produto e/ou forma de produção), abrangendo os municípios de Pelotas, São Lourenço do Sul, Arroio do Padre, Morro Redondo, Canguçu, Piratini e Morrinhos do Sul.


Instalada há mais de 18 anos a instituição faz parte do Programa Mais Gestão - ATER para Cooperativas, convênio da ANATER e Emater/RS-Ascar, executado na região a partir de 2018 pela Unidade de Cooperativismo de Pelotas. A Sul Ecológica contou com o apoio técnico para conduzir sua gestão em diversos eixos de atuação (Governança, Gestão de Pessoas, Financeira, Produção e Processos, Comercial e Socioambiental). A presidente da cooperativa, Marigaine de Medeiros, salienta que todas as cooperativas deveriam participar deste Programa. “Este trabalho é fundamental para a sobrevivência e manutenção das cooperativas.”

O Programa Mais Gestão orientou a Cooperativa na elaboração do Manual Operacional da Cooperativa, que é, segundo Marigaine, uma capacitação não só para os dirigentes da instituição, mas para todos os cooperados, onde são construídos, de forma coletiva e democrática, os direitos e deveres dos agricultores associados, que irão, por sua vez, determinar o regimento interno da cooperativa. A Gestão da Produção também é um dos principais destaques do Programa, principalmente em relação ao planejamento das lavouras, realizada diretamente com os agricultores cooperados.

A Sul Ecológica obteve recentemente, com apoio técnico da Emater/RS-Ascar, a Certificação Orgânica, por meio de uma auditoria técnico realizada por um órgão certificador credenciado pelo Ministério da Agricultura (MAPA) e INMETRO, que atesta a qualidade e dá credibilidade aos produtos, in natura e agroindustrializados produzidos e fornecidos pela cooperativa. “O trabalho da Emater foi essencial para esta conquista, pois tivemos um grande auxílio, seja na elaboração dos sistemas e documentos pertinentes, seja na capacitação dos agricultores associados quanto aos manejos de produção e uso de insumos adequados, certamente sem essa parceria não teríamos conseguido”, disse a presidente.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar